Ciro nega rompimento com Campos: ‘não gostamos de trairagem’

Durante cerimônia de posse no comando da Saúde, o agora secretário Ciro Gomes (PSB)disse que “não gosta de trairagem” e que não possui interesse em romper com Eduardo Campos (PSB) – mesmo que o governador de Pernambuco mantenha pretensão de se lançar candidato em 2014. Mesmo sem falar sobre a sucessão do irmão no Governo do Ceará, Ciro aproveitou o evento desta quinta-feira, 12, para elogiar e destacar atuação do ex-secretário Mauro Filho (PSB) – um dos mais cotados para disputar o cargo.

“Não temos interesse em romper. Não somos quinta coluna, não gostamos de trairagem. Queremos contribuir no que podemos, e acreditamos que agora é hora para ajudar a qualificar o governo Dilma Rousseff”, disse.

Ciro Gomes evitou ainda comentar recente reunião entre Eduardo Campos e o senador mineiro Aécio Neves (PSDB), também pré-candidato para sucessão de Dilma. “Não tenho nenhum conhecimento de qualquer aliança”, disse.

Na última terça-feira, 10,Eduardo Campos disse a Cid Gomes que, se a eleição fosse hoje, seria candidato. “Hoje eu sou. Para ganhar, para perder. Para fazer 1% ou 30%”.

Sucessão no Ceará

O ex-governador ainda fez uma série de elogios ao ex-secretário da Fazenda do Estado, Mauro Filho. “Ele ainda tem muito o que fazer pelo Ceará”, disse. Após ser exonerado na última semana, Mauro retornou nesta semana à Assembleia Legislativa e segue como um dos nomes mais cotados a disputar pelo Governo do Ceará com o apoio de Cid.

Fonte: Diário do Nordeste

Zeudir Queiroz