Vigia põe fogo em creche mata quatro crianças e deixa várias pessoas queimadas

Atualizada às 20:15h

Um vigia noturno é suspeito de atear fogo e matar quatro crianças e deixar uma professora em estado grave, numa creche, no município de Janaúba, no norte de Minas Gerais, na manhã desta quinta-feira (5). Damião Soares Santos, de 50 anos, apontado como o autor do crime também morreu no início desta tarde, no Hospital Regional da cidade, após também atear fogo no próprio corpo.

Os corpos das vítimas, que estavam na creche municipal Gente Inocente no momento do ataque, foram identificados como Juan Pablo Cruz dos Santos, de 4 anos, Luiz Davi Carlos Rodrigues, 4, Ruan Miguel Soares Silva, 4 e Ana Clara Ferreira Silva, também de 4 anos.

A página pessoal do suposto autor, tem uma série de posts de autoajuda. O último post, de 2 de outubro, dizia: “Se alguém duvidar visita minha família eu fazia de tudo para ajundar (sic) nunca fiz mal a niguem (sic)”.

R7 entrou em contato, por telefone, com Simone Soares dos Santos, familiar de Damião. Ela disse que, “por ordens superiores”, não estava autorizada a falar.

Problemas psicológicos

De acordo com Pedro Aihara, tenente responsável pela comunicação do Corpo de Bombeiros de Minas Gerais, o vigia teria abraçado crianças com o corpo em chamas.

River Ramos, sargento da Polícia Militar que está na cidade, afirma que o suspeito estava afastado por problemas psicológicos e teria ido à creche para conversar com a diretora.

A auxiliar administrativa Viviane Andrade, que trabalha em um posto de gasolina próximo à creche, afirmou que o vigia tinha sido demitido recentemente.

“Passei agora há pouco na frente do hospital, e parece que Janaúba inteira está lá na frente. Estão até pedindo doação de água mineral… [a situação] não está bonita, não”, afirmou.

Após o ataque, moradores da região ajudaram a socorrer as vítimas ao Hospital Regional e para Fundação Hospitalar Janaúba, ambos na cidade. De acordo com o Corpo de Bombeiros, além dos mortos, outras 22 pessoas ficaram feridas. Nove delas — incluindo, o suspeito — estão em estado grave.

A Polícia Civil disse que foi feita perícia no local do atentado e que a necrópsia nos corpos foi realizada no início da tarde desta quinta.

Foi aberto inquérito para apurar o caso e equipes da Polícia Civil de Minas estão na casa do suspeito e de seus familiares para levantar informações que possam auxiliar nas investigações e elucidar a motivação do crime.

De acordo com a Prefeitura, a creche municipal Gente Inocente tem 82 matriculados. O governo municipal não confirma quantas crianças estavam no local no momento do crime.

Hospital pede doações

O governo municipal afirma que o pronto-socorro necessita de medicamentos para atender todas as vítimas e pede doações. Entre os remédios pedidos estão sulfadiazina de prata pomada, metoclopramida e dipirona injetável, além de água mineral, roupas para crianças e roupas de cama.

O governo de Minas Gerais disse que “tão logo tomou ciência da tragédia ocorrida nesta manhã em Janaúba, o governador Fernando Pimentel determinou de imediato a mobilização de todas as forças de Saúde Pública e de segurança do Estado — Polícias Civil e Militar, Corpo de Bombeiros e Defesa Civil — nas operações de resgate e salvamento”.

Por meio de nota, o governo afirmou que “um posto de comando emergencial foi instalado no local para alinhar todos os esforços dos órgãos públicos envolvidos” e que “a Secretaria de Estado de Saúde e a Fundação Hospitalar de Minas Gerais montaram uma operação especial para receber as vítimas, tanto em hospitais na região, quanto no Hospital João XXIII, se necessário”.

Toda a estrutura necessária foi colocada à disposição. O governador Fernando Pimentel irá ao local ainda na tarde desta quinta.

A cidade

Inserida no Vale do Jequitinhonha, uma das regiões mais pobres do Brasil, Janaúba tem população estimada em 71.279 habitantes. É a segunda cidade mais populosa do norte de Minas.

As atividades principais do município são a agricultura, a pecuária, comércio e serviços.

No dia 6 de agosto de 2011, o governo anunciou a construção de um campus da Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri em Janaúba. Atualmente, encontram-se em construção os pavilhões das salas de aula e da biblioteca.

*Giorgia Cavicchioli, Gustavo Basso, Karla Dunder, Peu Araújo, do R7 em São Paulo, e Ana Gomes, do R7 em Minas Gerais

Fonte: http://noticias.r7.com/

 

 

Zeudir Queiroz