Professores mantém greve, recusam reajuste de 7% e cobram mais sensibilidade da prefeita de Beberibe

Os professores da rede de ensino de Beberibe continuam com atividades suspensas à espera de um gesto de sensibilidade da prefeita Michele Queiroz (PL) que ofereceu um reajuste de apenas 7% do piso salarial da categoria, enquanto a portaria do Governo Federal fixou o aumento do salário em 33,24%.

O clima de descontentamento atinge, também, servidores das demais áreas da administração municipal que decidiram, também, parar atividades, como conta, nesta segunda-feira, no Jornal Alerta Geral, o repórter Ednardo Lemos, da Rádio Agora FM 107.5.

Fonte: https://cearaagora.com.br/p

Zeudir Queiroz