Professor de inglês é preso por abusar sexualmente de cinco alunas crianças em Beberibe

Foto: Reprodução

Homem que ensinava inglês em escola particular de Beberibe, no Ceará, foi preso nesta quarta-feira (15/6) suspeito de abusar, de pelo menos, cinco alunas com idades de seis a nove anos de idade. O homem, de 29 anos, não possuía antecedentes criminais e  realizava os crimes dentro da sala de aula, e em alguns casos, na frente de outros alunos.

As investigações policiais iniciaram assim que os pais das crianças denunciaram o fato por meio de Boletins de Ocorrência (B.O), quando relataram que suas filhas foram tocadas pelo professor na escola em que todas eram alunas. Diante das evidências, os policiais civis optaram pela prisão preventiva dele.

Prisão do professor

Os policiais foram até a casa do investigado, onde foi capturado. O homem não reagiu ao trabalho dos agentes e foi levado à Delegacia Municipal de Beberibe. Celulares e um computador também foram apreendidos durante a ação policial

As investigações estão em curso, pois há indícios de que ele praticava esse crime há cerca de quatro anos em outras escolas, bem como em uma academia, local onde atualmente ele também dá aulas de jiu-jitsu.

Denúncias

A população pode contribuir com as investigações repassando informações que auxiliem os trabalhos policiais. As denúncias podem ser feitas para o telefone (85) 3338-2590, da Delegacia Municipal de Beberibe.

As denúncias podem ser encaminhadas ainda para o número 181, o Disque-Denúncia da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), ou para o (85) 3101-0181, que é o número de WhatsApp, por onde podem ser feitas denúncias via mensagem, áudio, vídeo e fotografia. O sigilo e anonimato são garantidos.

Adolescente era abusada sexualmente pelo próprio pai

Um homem de 34 anos, suspeito de cometer estupro de vulnerável contra a filha de 12 anos , foi preso pela Polícia Civil do Estado do Ceará (PC-CE), nesta quinta-feira (9), na cidade de Caucaia, região metropolitana de Fortaleza. Segundo a PC, a menina sofria com os abusos desde seus sete anos de idade.

O fato foi noticiado à Delegacia de Defesa da Mulher (DDM) do município pela família da menina, em julho de 2021. Conforme levantamento da polícia, o crime teria ocorrido no imóvel da vítima que, até então, residia com o suspeito.

Fonte: https://gcmais.com.br/

Zeudir Queiroz