Covid-19 já matou 1.449 crianças de zero a 11 anos no Brasil

Foto: Divulgação/Butantan

No Brasil, a Covid-19 já matou mais de 1.400 crianças de 0 a 11 anos e deixou outras milhares com sequelas, segundo dados do Ministério da Saúde. O novo coronavírus está entre as 10 principais causas de mortes de crianças no país, informa a pasta.

Covid-19 afeta crianças

A vacinação desse público é estratégia importante para reduzir o número de mortes por conta da Covid-19 nessa faixa etária no Brasil, cujos indicadores são mais expressivos do que em outras nações”, descreveu a Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP) em nota publicada no início deste mês.

Para a Sociedade Brasileira de Imunizações (SBIM), “nenhuma morte de crianças é negligenciável”. “É inadmissível testemunhar crianças serem hospitalizadas e falecerem por doenças preveníveis por vacinas”, disse a entidade em pronunciamento.

Segundo informações do Sivep-Gripe, plataforma do Ministério da Saúde que reúne dados sobre os casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) por Covid-19 no país, em 2020, 10.356 crianças entre zero e 11 anos foram notificadas com o problema, das quais 722 evoluíram para óbito. Em 2021, o total de notificações subiu ainda mais e atingiu 12.921 ocorrências da síndrome respiratória na mesma faixa etária, com 727 mortes. No total, são 23.277 casos de SRAG por Covid-19 e 1.449 mortes desde o início da epidemia até dezembro de 2021.

Entre as crianças de cinco a 11 anos, houve 2.978 casos de SRAG por Covid-19, resultando em 156 mortes. E em 2021, já foram registrados 3.185 casos nessa faixa etária, com 145 mortes, totalizando 6.163 casos e 301 mortes desde o início da epidemia. Esses números representam uma incidência de 29,96 casos e 1,46 óbito a cada 100 mil habitantes nessa faixa etária, segundo o Sivep-Gripe.

Fonte: https://gcmais.com.br/

Zeudir Queiroz