Região de Caucaia com Pecém receberá duas cidades planejadas

Conforme o diretor da LC Imóveis, além da área industrial, a principal diferença entre os dois empreendimentos lançados (a Cidade Cauípe e o Croatá Laguna Ecopark) é a localização
Conforme o diretor da LC Imóveis, além da área industrial, a principal diferença entre os dois empreendimentos lançados (a Cidade Cauípe e o Croatá Laguna Ecopark) é a localização

Será lançado na próxima segunda-feira (26) mais um empreendimento no conceito de cidade planejada no Complexo Industrial e Portuário do Pecém (Cipp), entre Caucaia e São Gonçalo do Amarante. Em uma área de 437 hectares, a Cidade Cauípe irá contemplar unidades residenciais e comerciais, sendo projetado para receber também shoppings centers, escolas, hotéis, supermercados, hospitais, dentre outros equipamentos.

cIDADEPara a primeira das cinco etapas do empreendimento é esperado um Volume Geral de Vendas (VGV) no valor de R$ 100 milhões. O complexo, idealizado pela Luciano Cavalcante Imóveis, tem a assinatura do arquiteto e urbanista Jaime Lerner, ex-prefeito de Curitiba.

O outro empreendimento, Croatá Laguna Ecopark, já está sendo construído no município de São Gonçalo do Amarante, em uma área de 330 hectares. Diferentemente da Cidade Cauype, o Croatá contempla ainda uma área para instalação de indústrias (80 hectares).

O investimento, feito pela empresa italiana SG Desenvolvimento, é de R$ 100 milhões. A entrega, da primeira fase (90 hectares com infraestrutura), está prevista para o final de 2016. Segundo os responsáveis, já foram vendidos 500 lotes.

Projeto para 30 anos

As vendas dos lotes da Cidade Cauype terão início nesta segunda-feira. As obras começarão no início de 2016, com previsão de entrega em 30 meses. Segundo Luciano Cavalcante, diretor da LC Imóveis, a previsão é de que as cinco etapas da Cidade Cauype sejam concluídas em cerca de 30 anos.

“No projeto, como um todo, é uma cidade para 32 mil habitantes. Para se ter uma ideia do tamanho, o município de São Gonçalo do Amarante tem hoje 47 mil habitantes”, diz Cavalcante. O empreendimento está localizado a 30 quilômetros do Centro de Fortaleza, entre o Porto do Pecém e a praia do Cumbuco, às margens da lagoa do Cauípe.

Primeira fase

Inicialmente, a LC Imóveis irá comercializar 838 lotes, com áreas que vão de 200 metros quadrados até 30 mil metros quadrados. “Vamos começar a vender lotes urbanizados para pessoas físicas, construtoras e empresas. E já há uma empresa de hotelaria, de São Paulo, interessada”, revela Cavalcante.

De acordo com ele, o público alvo são as pessoas que hoje trabalham no Complexo, mas que precisam voltar diariamente para Fortaleza ou Cumbuco, onde moram. “Hoje, não há nada planejado naquela região para essas pessoas. Geralmente, o que há naquela região são loteamentos. A Cidade Cauype é um empreendimento pensado, estudado, feito por um dos maiores urbanistas do Brasil”, reforça.

Tudo à disposição

Diferente de outros empreendimentos residenciais, a ideia da Cidade Cauype é concentrar toda as demandas dos moradores, residência, trabalho, lazer e serviços, no mesmo espaço, para evitar grandes deslocamentos.

As unidades serão comercializadas com preços a partir de R$ 50 mil, com prestação a partir de R$ 290 por mês, para pagamento em até 180 meses, com financiamento próprio e taxas abaixo do mercado, segundo contou.

Conforme o diretor da LC Imóveis, além da área industrial, a principal diferença entre os dois empreendimentos lançados por ele é a localização.

A Cidade Cauype fica a seis minutos do Porto do Pecém e a 10 minutos da praia do Cumbuco. A intenção, diz Cavalcante, é oferecer no Estado um formato imobiliário que já é tendência no mercado mundial e que ainda não existe no Ceará.

O projeto, foi idealizado em 1995, quando foi projetado o Porto do Pecém. “Pensamos isso em 95, e agora estamos na contramão da crise, porque o Complexo Portuário está maduro. Então, chegou a hora de fazer”, avalia Cavalcante.

FIique por dentro

Infraestrutura para crescer ordenadamente

As cidades planejadas proporcionam a possibilidade de construir um ambiente adequado às demandas específicas de uma determinada região. Essas cidades oferecem toda infraestrutura necessária para abrigar áreas residenciais, comerciais, empresariais e industriais. Dentro desse modelo, o conceito de cidade inteligente abrange sistemas interconectado que envolvem planejamento, gerenciamento, infraestrutura e o elemento humano. Tudo isso com o apoio de moderna tecnologia para gerenciar, por exemplo, programas sociais, serviços de assistência médica e de segurança pública.

Fonte: Diário do Nordeste

Zeudir Queiroz

2 COMENTÁRIOS

  1. A expectativa para este empreendimento é grande e o preço está dentro dos padrões

    O Ceará tem um grandioso projeto é este empreendimento dará um gás pois a moradia acessível é sempre bem vinda

    Parabéns pelo projeto

Comments are closed.