Policial militar suspeito de matar a própria mulher a tiros em Fortaleza tem prisão preventiva decretada

O PM Manoel Bonfim dos Santos Silva assassinou a tiros a própria mulher, Ana Rita Tabosa. — Foto: Arquivo pessoal

O policial militar Manoel Bonfim dos Santos Silva, suspeito de assassinar a tiros a própria mulher durante uma discussão em um carro, teve a prisão em flagrante convertida em preventiva nesta sexta-feira (9). O crime aconteceu na noite desta quinta-feira (8), quando a vítima foi atingida por tiros na Avenida Silas Munguba, em Fortaleza.

A decisão, de acordo com o Tribunal de Justiça do Ceará (TJCE), foi tomada pela 17ª Vara Criminal de Fortaleza durante uma audiência de custódia.

Ana Rita Tabosa Soares foi enterrada na tarde desta sexta-feira (9), no cemitério Parque da Paz, no Bairro Passaré, em Fortaleza. A vítima teve o caixão levado por um cortejo fúnebre no cemitério.

Segundo testemunhas, o casal havia saído de um restaurante quando começou a discutir dentro do carro onde estavam. De acordo com a Polícia Militar do Ceará (PMCE), o agente, que não teve a identidade revelada, é cabo da corporação, lotado no 19º Batalhão de Polícia Militar (BPM).

Após o crime, conforme a PM, o policial foi preso em flagrante e conduzido à Delegacia de Defesa da Mulher de Fortaleza (DDM), onde foi autuado por feminicídio.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Digite seu comentário
Por favor digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.