Marcha Pela Vida começa na próxima segunda-feira (22) com programação itinerante em Fortaleza

Evento é organizado pelo Movimento pela Vida e Não Violência (Movida). Foto: Divulgação

A edição 2021 da Marcha pela Vida será realizada entre os dias 22 (segunda-feira) e 24 (quarta-feira) de novembro. Pela primeira vez no Brasil, o evento será realizado de forma itinerante, em virtude dos protocolos da pandemia de covid-19 .

Promovido pelo Movimento pela Vida e Não Violência (Movida) em parceria com o Movimento Brasil sem Aborto, a Marcha pela Vida tornou-se tradição no calendário de Fortaleza e mobilizou milhares de pessoas nas outras 12 edições. O evento tem como objetivo mobilizar a sociedade para atos pró-vida, contra a aprovação do aborto, com foco em salvar sempre todas as vidas.

Nos três dias da programação, a Marcha pela Vida visitará instituições que trabalham em favor da vida. Caso dos institutos Peter Pan, Lar Santa Mônica, Casa de Jeremias, Casa Luz, Lumen, Chama e Lar Batista.

A organização da Marcha pela Vida trabalha com a perspectiva de que o formato itinerante deve apontar ainda mais a necessidade de lutar a favor da vida. “Em 2020, fizemos uma Marcha Virtual e foi um sucesso. Mesmo em nossas casas, o público manteve-se firme no propósito de defender vidas”, comentou Catarina Rochamonte, Coordenadora do Movimento Pela Vida.

Marcha pela Vida

A Marcha pela Vida Contra o Aborto surgiu com a finalidade de obter o apoio da população brasileira para pressionar o Congresso Nacional contra a legalização do aborto, proposta embutida dentro da reforma do Novo Código Penal Brasileiro. Em caráter de urgência, a matéria está sendo analisada pela Comissão de Constituição e Justiça do Senado Federal.

Segundo dados divulgados pela Paraná Pesquisas janeiro de 2021, 79% dos brasileiros são contrários à legalização do aborto. Ao todo, 2.060 pessoas com idade a partir de 16 anos, de 26 estados e do Distrito Federal, responderam a pesquisa. Foram ouvintes pessoas de 238 municípios brasileiros. A pesquisa possui grau de confiança de 95% para uma margem estimada de erro de 2%.

Fonte: https://gcmais.com.br/