18 pessoas são presas em ofensiva contra crimes e facções em Caucaia

Foi inaugurada em Caucaia uma base chamada de Plataforma de Observação Elevada, com 18 câmeras para auxiliar no patrulhamento dos agentes de segurança

Base da PM instalada em Sítios novos/ Caucaia. (Foto: Fabio Lima/O POVO)

Nos últimos seis dias, as forças de segurança do Estado capturaram 18 pessoas envolvidas na prática de crimes em bairros de Caucaia. Doze armas de fogo e mais de 130 munições foram retiradas da posse dos suspeitos e recolhidas para realização de perícia. O balanço das ações foi divulgado nesta sexta-feira, 23. A ação tem o objetivo de desarticular grupos criminosos envolvidos com crimes na região.

De acordo com a Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), nesta sexta-feira houve a inauguração de uma base chamada de Plataforma de Observação Elevada, com 18 câmeras para auxiliar no patrulhamento dos agentes de segurança e no combate ao crime no município de Caucaia.

A ofensiva mais recente no Município da Região Metropolitana de Fortaleza foi registrada na última quinta-feira, 22, realizada pela Delegacia Metropolitana de Caucaia (DMC) e equipes da PMCE. Na ação, 13 pessoas presas e oito armas de fogo foram apreendidas. Houve também apreensão de adolescentes.

Além disso, os policiais civis (PCCE) capturaram sete pessoas suspeitas de fazerem parte de grupos criminosos também em Caucaia. Os adultos foram identificados como Ana Iris Cunha Mendonça, 46, com passagens por homicídio doloso; Jociel Lima da Silva, 32, com passagens por porte ilegal de arma de fogo; Valber de Lima Batista, 26, passagens por crimes de transito; Maria Moreira da Silva, 40 e Maria Vanuza de Lima Moreira 51.

O grupo foi autuado em flagrante por integrar organização criminosa e associação para o tráfico. Já contra dois adolescentes de 16 e 17 anos, foi instaurado ato infracional análogo aos crimes de integrar organização criminosa e associação para o tráfico foi registrado.

Denúncias

As Forças de Segurança mantém as ações no município visando identificar e capturar mais pessoas envolvidas com grupos criminosos. A população pode contribuir com as investigações repassando informações que auxiliem os trabalhos policiais.

As denúncias podem ser feitas para o número 181, o Disque-Denúncia da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), ou para o (85) 3101-0181, que é o número de WhatsApp, por onde podem ser feitas denúncias via mensagem, áudio, vídeo e fotografia.

Fonte: https://www.opovo.com.br/