Vale-gás deve subir para R$ 120 no próximo mês; como receber?

Foto: Governo do Ceará

Os brasileiros que contam com a ajuda do vale-gás nacional para comprar o gás de cozinha devem receber uma boa notícia nos próximos dias. Na última quinta-feira, 30, o Senado Federal aprovou uma proposta que prevê, entre outros pontos, um aumento no valor do benefício.

Em junho, cada família beneficiária do programa recebeu R$ 53 de parcela. O valor corresponde a 50% do preço médio nacional do botijão de gás de 13 kg, conforme apuração feita pela Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP).

A PEC dos Combustíveis prevê a adoção de 100% desse valor como referência para o vale-gás. Desta forma, os aprovados receberiam cerca de R$ 120 a cada dois meses, até o fim de 2022.

Cerca de 5,6 milhões de famílias de baixa renda fazem parte do programa atualmente. Além de um expressivo aumento no valor do repasse, o governo federal também quer incluir milhões de pessoas na folha de pagamento do programa nos próximos meses.

Regras do vale-gás

O interessado em participar do programa precisa ter inscrição ativa no Cadastro Único (CadÚnico), com renda familiar mensal menor ou igual a meio salário mínimo (R$ 606) por pessoa. Os pagamentos também são feitos aos atendidos pelo Benefício de Prestação Continuada (BPC).

Ainda de acordo com as regras do vale-gás, são “priorizadas as famílias com mulheres vítimas de violência doméstica que estejam sob o monitoramento de medidas protetivas de urgência”.

Para consultar o benefício, o usuário deve acessar o aplicativo Auxílio Brasil, aplicativo Caixa Tem, ou ligar para a central de atendimento do Ministério da Cidadania (número 121).

Fonte: https://www.r7.com/

Zeudir Queiroz