Prefeito faz ‘gato’ em iluminação pública e população fica no escuro em Pindoretama

refeito comemorou iluminação na estrada que liga os distritos. (Foto: Reprodução/Facebook)
refeito comemorou iluminação na estrada que liga os distritos. (Foto: Reprodução/Facebook)

A estrada que corta os distritos de Manguezal e Capim de Roça no município de Pindoretama, na Região Metropolitana, há anos necessita de iluminação pública. Há quase dois meses, os moradores acreditaram que o problema estava resolvido: a Prefeitura deu o aval para a instalação da iluminação. A alegria durou pouco. Na última semana, a Companhia Energética do Ceará (Coelce) removeu toda a instalação, após detectar que uma rede clandestina, vulgo “gato de energia”, foi instalada no local.

No dia 25 de abril, o prefeito de Pindoretama Valdemar Araújo (PT) publicou em seu perfil no Facebook fotos da estrada iluminada e comemorou o feito. “Concluída a estrada que vai do Mangueiral ao Capim de Roça. Próxima fase é a iluminação do Sítio Correa ao Mangueiral”, prometia na publicação.

A professora Vanda Cristina Menezes, de 45 anos, é moradora do distrito de Capim de Roça e acompanhou o desenrolar do problema. Segundo ela, um suposto pré-candidato a vereador, cujo nome não se recorda, fez o requerimento na Prefeitura e conseguiu que uma empresa terceirizada e moradores do local fossem contratados para “puxar” a fiação da energia.

“Semana passada, a Coelce chegou aqui com duas viaturas policiais e retirou a fiação. As pessoas ficaram indignadas e foram perguntar o que estava acontecendo, então eles falaram que era um ‘gato’ e estava causando explosões e colocando a população em risco. Era roubo de energia”, afirmou a moradora.

Vanda lamenta que a estrada esteja novamente escura, pondo em risco a vida de quem trabalha e estuda no centros urbanos e precisa trafegar pela estrada durante a noite. “As pessoas estavam gostando e não tinham nem noção de que era um ‘gato’, mas a casa caiu”, pontua.

Rede irregular

Ao Tribuna do Ceará, a Coelce confirmou que foi identificada uma rede clandestina em Capim de Roça e uma equipe foi ao local remover a instalação no dia 6 de junho. A empresa ressalta que as ligações irregulares podem causar curto-circuito e sobrecarga na rede elétrica, resultando em interrupção no fornecimento de energia.

“Além de ser crime, o furto de energia afeta diretamente a qualidade do serviço prestado pela distribuidora e põe em risco a população, principalmente as pessoas que manipulam a rede elétrica”, diz em nota a Coelce.

Prefeitura

No dia seguinte à retirada da fiação, o prefeito Valdemar Araújo publicou em seu Facebook que a Prefeitura estava “solucionando o problema da iluminação”. “Garanto a vocês que logo será restabelecida a iluminação”, prometia. Até a publicação dessa matéria, a estrada ainda estava sem energia pública.

Fonte: http://tribunadoceara.uol.com.br/

Zeudir Queiroz