Fortaleza vai decidir sobre novas diretrizes para atender a infância em situação de rua

Uma Resolução do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente poderá dar novos rumos ao atendimento de crianças que vivem nas ruas da cidade.

Nesta sexta, 07, o Conselho Municipal de Defesa dos Direitos da Criança e do Adolescente de Fortaleza (COMDICA), vai discutir uma proposta que visa estabelecer diretrizes municipais para o atendimento a Crianças e Adolescentes em Situação de Rua.

A proposta de Resolução será apresentada durante reunião ordinária do COMDICA, pelo Grupo de Trabalho sobre crianças e adolescentes em situação de rua, instituído em 2018 pelo Órgão, atendendo recomendação do Conselho Nacional dos Direitos da Criança e do Adolescente (CONANDA).

A medida buscará assegurar, entre outras ações, que o município de Fortaleza realize um diagnóstico censitário bianual, execute abordagem social em todos os territórios nos três turnos do dia, incluindo finais de semana e feriados, e disponha de serviço de acolhimento institucional com metodologia especializada para crianças e adolescentes em situação de rua.

Sobre o COMDICA

Órgão colegiado, composto paritariamente por representantes do poder público e da sociedade civil, de caráter permanente e deliberativo, promove, assegura e defende os direitos da criança e do adolescente para estabelecer diretrizes básicas e normas de proteção integral no Município de Fortaleza.

Serviço:

Reunião ordinária do Conselho Municipal de Defesa dos Direitos da Criança e do Adolescente de Fortaleza – COMDICA

Sexta-feira, 07 de junho de 2019 das 8h30min às 12h

Rua Guilherme Rocha, 1469, Jacarecanga, Fortaleza.

Mais informações: 85 98828-2288, Manoel Torquato, Conselheiro Titular do COMDICA pela Associação Nacional Criança Não É de Rua.

Por Adriano Ribeiro.
Jornalista JP 2981-CE
Zeudir Queiroz