Ceará assina acordo com Fiocruz pelo desenvolvimento de vacina cearense contra covid-19

O governador Camilo Santana (PT) assinou, na manhã desta quinta-feira (05), um acordo de cooperação para firmar o compromisso do Governo do Ceará e a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) no desenvolvimento e produção da vacina cearense contra o coronavírus.

O imunizante 2H120 Defense vem sendo desenvolvido pela Universidade Estadual do Ceará (UECE) e, com o apoio da Fiocruz, os ajustes solicitados pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) poderão ser feitos e, assim, iniciar a etapa de testes em humanos.

O estudo clínico será composto por três fases. Sendo a primeira, com pessoas adultas, com idades entre 18 e 60 anos sem comorbidades. Depois, pessoas acima de 60 anos e com comorbidades. A última fase será feita com pessoas de perfis diversificados.

A fase pré-clínica, com testes em camundongos, apresentou 90% de eficácia. A vacina cearense utiliza uma nova forma do coronavírus aviário atenuado, que não causa infecção em seres humanos.

Outra vantagem da 2H120 Defense é o baixo custo para a produção. De acordo com os pesquisadores que estão desenvolvendo a vacina, cada dose deverá custar R$ 0,044 centavos. Ainda segundo os estudiosos, a vacina mais barata comercializada no Brasil hoje é a CoronaVac, com custo de R$ 16 por dose.

Além do acordo para a produção da vacina, o Governo do Ceará e a Fiocruz também assinam protocolo de cooperação para futuro programa de parceria para projetos de pesquisa, ensino, serviços, extensão, desenvolvimento tecnológico e produtivo, entre outros.

Fonte: https://gcmais.com.br/

Zeudir Queiroz