Camilo Santana negocia aquisição de vacina russa para o Ceará

Camilo fará a negociação diretamente com o laboratório que representa o imunizante no Brasil. (Foto: Reprodução/ Facebook)

O governador do Ceará, Camilo Santana, anunciou, neste sábado (27), pelas redes sociais, que irá a Brasília, na próxima terça-feira (2) para negociar a aquisição da vacina russa contra a Covid-19, a Sputnik V, em complemento ao Plano Nacional de Imunização.

Camilo fará a negociação diretamente com o laboratório que representa o imunizante no Brasil. Na publicação, o governador afirmou que irá buscar vacinas para os cearenses onde tiver que ir. “Só descansarei com todos vacinados”, escreveu.

Sputnik no Brasil

No último dia 20, o Ministério da Saúde anunciou que vai facilitar a importação da Sputnik antes mesmo da aprovação da Anvisa. Segundo a pasta, o objetivo é acelerar o processo de compra.

O Brasil espera importar 10 milhões de doses da Sputnik V, produzida pelo laboratório russo Gamaleia. A compra, segundo o governo, vai custar R$ 693 milhões. Segundo o governo, os dez milhões de doses da Sputnik V, importados da Rússia, virão em três lotes: 400 mil unidades em março, 2 milhões em abril e 7,6 milhões doses em maio.

Resultados de estudos publicados no início do mês na revista médica The Lancet e validados por especialistas independentes, apontaram que a vacina contra a covid-19 desenvolvida pela Rússia, revelou uma eficácia de 91,6% contra as formas sintomáticas da doença.

Autorização do STF

Na última terça-feira (23), o STF (Supremo Tribunal Federal) autorizou por unanimidade que estados e municípios comprem vacinas caso o governo federal descumpra o Plano Nacional de Vacinação ou se a programação da União não for suficiente para imunizar a população de determinada região.

A corte também reafirmou que é legal a importação de vacinas que tenham aval de agências reguladoras da Europa, dos EUA, do Japão ou da China mesmo que não tenham sido autorizadas pela Anvisa em um prazo de 72 horas.

Fonte: https://gcmais.com.br/