Suspeito de matar escrivão da Polícia Civil em Caucaia é preso

Michael da Costa de Queiroz, de 18 anos, foi capturado na mesma região onde ocorreu o crime

A 11ª Delegacia do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) da Polícia Civil do Ceará prendeu em flagrante, nesse domingo (9), um dos suspeitos de matar um escrivão de Polícia Civil, no último sábado (8), em Caucaia.

Michael da Costa de Queiroz, de 18 anos, foi capturado na mesma região onde ocorreu o crime. Assim que a Polícia tomou conhecimento sobre a morte do escrivão, identificado como Edson Silva Macedo (41) e que era lotado no 20º Distrito Policial (DP), os investigadores continuaram com as buscas para capturar os autores do crime.

Segundo informações, o escrivão trocou tiros com suspeitos, após informações que um grupo estaria no interior de um imóvel desabitado que se encontrava para alugar e que pertencia ao profissional de segurança.

Com isso, os policiais civis localizaram e prenderam Michel da Costa, que também é conhecido por “Maikin”. Ele, que não reagiu à ofensiva policial, foi capturado em sua residência e conduzido à sede do DHPP. Ainda segundo levantamentos policiais, o homem é um dos envolvidos que estava dentro do imóvel. “Maikin” foi autuado em flagrante por homicídio e se está à disposição do Poder Judiciário. A Polícia continua em diligências a fim de prender os outros envolvidos que já foram identificados.

Por meio de nota, a Polícia Civil se pronunciou sobre o crime:

A Polícia Civil do Estado do Ceará (PC-CE) lamenta profundamente o falecimento do escrivão da PC-CE, Edson Silva Macedo, 41 anos, ocorrido, na noite deste sábado (08), no bairro Padre Maria Júlia, em Caucaia. A PCCE lastima a perda de um dos seus integrantes e se solidariza com os familiares e amigos, ao passo que reforça que o crime que vitimou o escrivão não passará impune.

Várias equipes policiais realizam diligências ininterruptas para o total esclarecimento da morte do escrivão. Edson Silva ingressou na Polícia Civil em 2018 e era lotado no 20º Distrito Policial, em Maracanaú.

A Polícia Civil reconhece os relevantes serviços prestados à sociedade cearense pelo policial civil e lamenta a partida precoce do policial que tanto contribuiu no combate a criminalidade no Ceará.

Denúncias sobre morte de escrivão da Polícia Civil

A população pode contribuir com as investigações repassando informações que auxiliem os trabalhos policiais. As denúncias podem ser feitas para o telefone (85) 3257-4807, do DHPP, que também é o WhatsApp do Departamento.

As denúncias também podem ser realizadas para o número 181, o Disque-Denúncia da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), ou para o (85) 3101-0181, que é o número de WhatsApp, por onde podem ser feitas denúncias via mensagem, áudio, vídeo e fotografia. O sigilo e o anonimato são garantidos.

Fonte: https://gcmais.com.br/

Zeudir Queiroz