Bode que “disputava” Prefeitura de Jati está desaparecido

Foto: Reprodução do facebook
Foto: Reprodução do facebook

O bode que “disputava” a Prefeitura de Jati, 525 km de Fortaleza, desapareceu durante o final de semana. A informação foi confirmada na fan page do “candidato”, que não descartou que o crime possa ter relação com algum crime político. “O Bode 90 estava em primeiro lugar nas pesquisas internas e estava causando um mal estar para a única candidata a prefeito da cidade”,diz o post.

Por ser um animal, sua candidatura não é reconhecida pelo Tribunal Regional Eleitoral do Ceará (TRE-CE). De acordo com Orleanes Cavalcante, secretária judiciária do órgão, além de ser um animal, sua candidatura não é válida por não existir nenhuma legenda cadastrada.

A escolha do animal para disputar a eleição foi uma maneira encontrada por opositores após a candidatura de Dr. Jarbas, médico que atende pelo Mais Médicos, não ter registro aceito pela Justiça Eleitoral. O profissional não conseguiu deixar o cargo em tempo e desta forma, não pode competir. Como o grupo não conseguiu escolher outro candidato, o bode foi colocado como uma maneira de protestar contra a candidatura de Maria de Jesus Diniz Nogueira (PSD), conhecida como Neta, atual prefeita e que disputa a reeleição.

Ao votar no bode, o voto é anulado, informou o TRE-CE. Entretanto, mesmo que o animal seja escolhido pela maioria, a eleição não será anulada e serão contabilizados apenas os votos válidos.

Fonte: http://cnews.com.br/

Zeudir Queiroz